Até hoje, até ao fim!

Sou nascido em Cascais mas orginário de uma familia bem tradicional da zona centro interior do pais (Concelho da Sertã), pela parte da minha mãe.

O meu pai (que deixou este mundo há cerca de 18 anos), era da zona de Viseu, e embora, seja dificil descortinar as suas origens tudo indica que a familia da parte da sua mãe seja originária de Judeus fugidos ao holocausto (o meu pai chamava-se inclusivamente David).
Desde cedo David das Neves tentou a sua sorte em Lisboa, mais concretamente, Algés, onde todos os seus irmãos (bastantes mais velhos), haviam se instalado regressados de África, após 25 de Abril.

O meu querido David, sempre teve orgulho ao afirmar que foi Júnior nos Belenenses, e que não seguiu a sua carreira porque tinha muitas debilidades fisicas e que “deram-me cabo dos joelhos, jogava muito eu”.
Embora tivesse muito carinho pelos azuis do Restelo, o seu coração era encarnado, e embora afirmasse ser do Belem, nunca conseguiu esconder o seu verdadeiro amor…
Amor esse que tentou naturalmente incutir-me, e conseguiu, até à sua partida. Mas eu sinceramente nunca me senti confortável com aquela camisola, embora me auto-intitulasse “benfiquista”, sempre olhei para o verde e branco com olhos brilhantes.

Foi então que no fatidico Agosto de 1998, alguém o levou (para um lugar melhor e sem sofrimento, espero), e com ele levaram então o meu “amor” pelo encarnado.
Lembro-me como se fosse ontem, estava junto ao café da minha mãe a jogar sozinho contra a parede, e dizer para um amigo que pairava por lá, “Eu sou do Sporting, a partir de agora sou do Sporting Clube de Portugal”, e ele feliz e surpreendido disse-me que não podia ser, que eu era do Benfica, mas eu insisti e disse sou do Sporting, e sempre serei.

E assim foi e será, o meu coração é verde e branco, e de um pensamento saltitante surgiu um dos maiores amores da minha vida, a paixão que me traz o maior sofrimento e me oferece as maiores alegrias.
Sofri pressões de todos os lados (a tal familia originária da Sertã, é Vermelha até ao tutano e são muitos), sempre fiz as mais fortes amizades, com benfiquistas e as minhas namoradas excluindo a actual (que nunca deixará de o ser, muito provavelmente), é Portista.

Nasci aparentemente para lutar por este amor e esta cor, contra o Mundo, e se for esse meu destino, orgulhasamente o cumprirei!
A decisão está tomada e com ela me sinto eu mesmo, serei até ao meu último suspiro um verdadeiro e apaixonado Leão de verde e branco!

Um Sportinguista vincado!

19-02-2016 13-19-48

Amor sem paralelo!

Anúncios

Um verdadeiro teste!

thumbs.web.sapo.io

Grande Clássico a abrir a jornada!

Hoje é dia de clássico!
Hoje jogam os maiores candidatos (a julgar pelos últimos anos), ao titulo nacional.
Mas estranhamente, este clássico parece desprovido daquela emoção que tem vindo a ser caracteristica de partidas entre estas duas equipas. Um Porto desiludido e descrente enfrentará o Inferno da Luz, com um Benfica em alta… Motivação e crença não faltarão aos encarnados.

Mas na verdade, o que devemos esperar deste fervente clássico?
Estarão os indices de motivação do FC Porto a um nível aceitavel? Irá o Benfica aumentar a sua senda invencivel? Terão os Dragões capacidade de mandar para trás das costa mais um resultado extremamente desfavoravel em casa? Conseguirá o SL Benfica finalmente apresentar a mesma eficácia contra um grande, que tem apresentado contra os pequenos?

Esperemos acima de tudo que seja um bom espectáculo e que a terceira equipa passe pelo mesmo sem que seja notada por razões menos positivas.

Embora de uma forma geral, tanto a CS como a maioria dos adeptos, atribuam ao Benfica um muito maior favoritismo, na minha opinião, um Porto ferido irá deixar a sua pele em campo, e eventualmente a capacidade que apresentou frente a Estoril e Gil Vicente poderá indicar que de facto os Dragões não estão “mortos”.

Por outro lado, o Benfica terá de provar neste ciclo onde entrarão os jogos com os Grandes e também da Liga dos Campeões, todo o poderiu demonstrado no mes e meio… Terá igualmente de conseguir corresponder às expectativas com equipas do mesmo ou superior calibre… Sendo que a última equipa com um pouco mais de qualidade com quem jogou foi o Guimarães, e as dificuldades forem evidentes, bem como o beneficio pelo árbitro da partida.

Interessante também será concerteza a recepção da Luz ao antigo jogador Maxi Pereira, um verdadeiro inferno será também para ele!

Que seja um grande jogo e que o Sporting CP consiga tirar benificio do mesmo!

Começa a Batalha Final!

Está oficialmente fechada a janela de tranferência de Inverno. Acabou o mês louco de Janeiro. Estão definidos os planteis que irão atacar o que falta das presentes épocas.

Sporting
Saidas:

  • Montero – terá sido a mais surpreendente e desagradavél surpresa para os adeptos leoninos, depois de duas épocas e meia de Leão ao peito, “el avioncito” irá muito provavelmente gozar do contrato da sua vida em termos monetários. Esta saida caiu mal junto da massa adepta do clube de Alvalade muito provavelmente devido ao facto de Montero ter decidido ainda no passado fim-de-semana o jogo a favor do Sporting… E de facto marcou alguns golos importantes esta época, mas a sua irregularidade exibicional e manifesta falta de garra na grande maioria dos jogos, faz-me acreditar que Fredy Montero não fará tanta falta como se quer fazer pintar.
  • Tanaka – Jogador esforçado. Sempre muito profissional. Mas não tem a qualidade, nem a competitividade necessária a um futebol desta dimensão competitiva.
  • Jonathan Silva – Espera-se que jogue e volte mais forte que nunca. Tem muito potencial, um grande pé esquedo, mas necessita muito de maturar e se tornar mais competitivo.
  • Rosell – Não fazia sentido a sua continuidade. 0 minutos oficiais…

Entradas:

  • Bruno Cesar – chegou, viu e conquistou… Assim que pôde jogar, entrou directo na equipa, e a marcar e fazer jogar… Obviamente que o facto de ter treinado dois meses com a equipa mesmo sem poder jogar, teve peso nesta rápida adaptação.
  • Marvin Zeegelar – Jogador formado na super escola do Ajax, que se perdeu na sua evolução a certa altura e tentou em Portugal relansar-se para palcos maiores. Chegou a um grande em menos de 6 meses. Alto e possante, rápido e com alguma técnica. Bem trabalhado poderá ser um Lateral Esquerdo de eleição, irá meter Jefferson a correr muito nos treinos.
  • Sebastian Coates – Alto e possante… “Central à Jesus” dizem muitos. Perdeu-se por escolhas infelizes mas vem de um campeonato muito competitivo e é presença assidua de uma das melhores selecções sul-americanas. Estou convicto que formará rapidamente dupla com Paulo Oliveira no eixo da defesa.
  • Hernan Barcos – Para mim, um perfeito desconhecido. Perdido num futebol onde só interessam os milhões. Pelo que foi possivel pesquisar sobre ele, parece-me um jogador interessante, alto e possante com alguma técnica e velocidade relativas. Parece-me sobretudo de assinalar a raça com que jogou no Brasil. Aguardo golos e um bom complemento a Slimani!
  • Ruben Semedo – Regresso aguardado, se não fosse agora seria na nova época. Estive tal como João Mario em grande forma pelos Sadinos. Desde que apareceu na pré-epoca com Leonardo Jardim que todos lhe reconheceram muita qualidade, esperemos que tenha amadurecido e possa provar ser o que se espera dele.
600

Montero está de saida!

Benfica

Saidas:

  • Bryan Cristante – Passará ao lado de uma grande carreira? Veio com rotulo de craque mas sai como excedentário. Veremos para onde irá a sua carreira.
  • Vitor Andrade – Precisa de minutos e competição. Apareceu no inicio da época mas rapidamente desapareceu da primeira equipa. Jovem com potencial e talento.
  • Djiuric – Talento e técnica. Problemático como a grande maioria dos Jugoslavos.

Entradas:

  • Jovic – O Benfica continua a sua aposta por terras balcânicas, foi bem sucedido em alguns caso e mal noutros. Veremos o que trará este jogador.

 

 

AZ ALKMAAR vs BENFICA QUARTOS DE FINAL PRIMEIRA MAO LIGA EUROPA 13/14

O melhor reforço encarnado vem de dentro de casa.

 

Porto

Saidas:

  • Igor – Deu boas indicações e jogou maioritariamente na equipa B. Não sei se o Porto fica bem servido de centrais.
  • Cissokho – Regressos não costumam correr bem. No jogo de apresentação foi aplaudido e visto como uma boa contratação. Ao jeito de Lopetegui, depois de errar no seu primeiro jogo, foi colocado nas boxes e nunca mais jogou. Layun agarrou o lugar e até Jose Angel teve mais minutos que Aly.
  • Imbula – Ferrari? O que é certo é que fez a primeira metade da época horrivel e à mesma valorizou 4 Milhões… Um estranho caso de valorização de activos que não irá fazer falta.
  • Tello – Muito longe do Tello da primeira época… Com a equipa desmotivada, as debilidades técnicas deste jogador vieram facilmente à tona. Rápido com bola, mas muito trapalhão… Nem parece ter saido das escolas do Barcelona.
  • Osvaldo – Belas férias no Porto. Juntou mais uma cidade e um clube ao seu vasto curriculo.

Entradas:

  • Suk – Grande primeira metade de época. Mas para quem está habituado a ter Pontas-de-Lança como Falcão ou Jackson, este tipo de jogadores não fazem muito sentido. Veremos que tipo de complemento será para Aboubakhar.
  • Marega – Peseiro não se dá sem um “Douala”. Marega é rápido e forte… Resta-lhe provar que consegue jogar num grande e ser uma mais valia para este FC Porto.
  • Jose Sá – Não entendo o porquê desta contratação. O plantel tem muito Guarda-Redes… Todos com qualidade. Aposta de futuro? Provocação ao Sporting? Quem sabe.
marega.artigo

Terá Marega pedalada para o FC Porto?

Aguardo metade final da presente temporada cheia de emoção. Em breve irão começar os confrontos entre os grande que poderão ditar o vencedor da prova.
Também rapidamente começaram a ser jogadas competições europeias e veremos que influência isso terá nos rendimentos das equipas.

Manterá o Sporting a sua forma contra os “Grandes”? Conseguirá a turma de Alvalade tantos pontos como na primeira volta?

Continuará o Benfica a sua forma ascendente? Irão os confrontos com o Zenit mexer muito com a equipa? De que forma, Sálvio, Luisão ou Nelson Semedo poderão melhorar o rendimento da equipa?

E o FC Porto? Conseguirá por fim ser regular e combater lado a lado com os outros dois rivais? COnseguirá Jose Peseiro manter a equipa motivada e unida para os desafios que se adivinham?

Uma certeza eu tenho! Termos espéctaculo, luta, suor e lágrimas até final.

Que ganhe o melhor!!

Premier Guardiola!

Está consumada a entrada de Pep Guardiola na liga mais competitiva do Globo! O treinador que revolucionou o futebol espanhol terá agora a sua hipotese no campeonato mais espectacular à escala mundial.

Muitos desafios aguardam o catalão! Depois de conseguir supremacia total pelo Barcelona, seguiu para um clube onde a hegemonia era e é total, arriscando-me mesmo a dizer que o Bayern München em cada 5 campeonatos, encomenda as faixas em 4.
Agora Pep, irá encontrar um clube e um plantel recheados de talento, e de libras, mas que está longe de se poder considerar uma equipa na verdadeira ascensão da palavra. Esse será portanto, a meu ver o seu grande primeiro desafio, criar entre aqueles jogadores elos que permitam o espirito de equipa, a cooperação a e solidariedade que fazem de grandes equipas, grandes campeãs!

O seu segundo desafio, será, assimilar a peculiar cultura inglesa que define naquele pais o Desporto-Rei. Embora em Espanha e também na Alemanha haja imensa paixão pelo Futebol, em Inglaterra é outro mundo. Clubes são religiões, clubes tem ideais e doutrinas próprias. E ali naquele pais, não existem dominios absolutos, nem campeonatos ganhos à partida. Todos querem a vitória e existem no minimo 5 candidatos regulares à conquista da Premier e Guardiola não está acostumado a essa realidade!

Que futebol irá o City apresentar? Como irá Pep adaptar a sua admirável ideia de jogo à espectacularidade da Premier? Interessante vai ser concerteza! Penso que o estilo de jogo aplicado nos seus anteriores clubes não será aplicável em terras de sua Majestade. A força fisica brutal aliada à capacidade ofensiva das equipas britânicas irá concerteza obrigar Pep a mais uma vez superar-se, a si e ao seu futebol!

Falta também saber se Mourinho se juntará ao United e Simeone terá a sua oportunidade em Stamford Bridge!

Aguardo ansioso pela nova época!

Grande desafio para Pep!

 

Eficácia ou Rolo Compressor?

1022230

A nova pérola do Seixal festeja com os seus

29 jogos. 16 vitórias. 1 Empate. 3 Derrotas. 54 golos marcados. 14 golos sofridos.
Estes são os números do SL Benfica na Liga NOS 2015/2016 à vigesima jornada.

Depois de uma pré-época deplorável marcada pela perca / dispensa do treinador mais vitorioso da história do clube, bem como um planeamento que previligiou claramente a vertente financeira à vertente desportiva, o clube da Luz parece de facto ter encontrado o caminho das vitórias.

A qualidade exibicional de facto melhorou as olhos vistos, as ideias do novo timoneiro parecem de facto terem sido assimiladas e colocadas em prática. A meu ver Rui Vitória tem méritos na forma como o Benfica acabou por se levantar das “trevas” em que aparentava pairar. Manteve-se fiel às suas ideia, aproveitando o que de bom Jorge Jesus tinha deixado, e aplicando o seu “dedo” em algumas fases do jogo também.

A recuperação de Pizzi para um flanco depois da mais que previsível queda de rendimento de Gonçalo Guedes, veio dar uma nova vida tanto ao corredor dos encarnandos bem como à capacidade de finalização da equipa, sendo que o jogador “tem golo” e muita capacidade de fazer diagonais de fora para dentro, criando constantemente desiquilibrios nas defensivas adversárias. A inclusão de Renato Sanches no onze teve a meu ver vários factores positivos… Além da qualidade e fibra manifesta que Renato empresta à equipa e ao miolo, o facto de ser a meu ver o primeiro grande produto da formação (aproveitado na primeira equipa), desde Manuel Fernandes, deu uma nova alma ao conjunto da Luz, eventualmente dando força ao paradigma que se definiu como o maior factor para a saida de Jorge Jesus.

O jogo de Braga foi para mim de extrema importância nesta caminhada, aparentemente sucedida do conjunto encarnado. A equipa entra tremida, fez dois golos com manifesta sorte à mistura (Pizzi a facturar), sofre com bolas nos ferros, mas no fim ganha e leva os três pontos.

A partir foram só vitórias, melhores exibições e sobretudo, muitos golos marcados e eficácia. Vitória, conseguiu de facto um processo simples em que a equipa aparece com muitos homens na zona de finalização sem que sejam precisos dar muitos toques na bola. Simples e eficaz de facto.

Não concordo embora, de que o Benfica se tenha tornado num rolo compressor. A equipa não esmaga os adversários na posse de bola, nem “não os deixa respirar”. Aliás o Benfica joga muitas vezes em contra-ataque e mais uma vez a forma como facilmente colocam a bola em zonas de finalização acaba por se relevar extremamente importante no numero de golos marcados. Devemos também ter em conta que eventualmente o jogo mais complicado dos encarnados ao seguir ao da “Pedreira”, foi resolvido por Renate Sanches “à bomba”, pese embora também o facto do árbitro ter beneficiado claramente o conjunto encarnado nesse mesmo jogo, perdoando no minimo 2 Pénaltis evidentes.

Posto isto, é evidente que o Benfica é candidato ao titulo, que melhorou a olhos visto a sua qualidade exibicional e que é igualmente o conjunto mais eficaz até ao momento. Dar mérito a quem o merece e Rui Vitória tem-no neste momento, em que conseguiu colocar a seu favor o enorme e pesado legado deixado nas suas mãos pelo seu antecessor.

O SL Benfica é candidato, sem duvida. Mas veremos quando jogarem a Champions League a meio da semana e quando começarem os confrontos entre os grande, qual será a resposta da equipa.

Vasco Mata

 

 

Homens de carácter!

img_9947

O dinheiro voltou a falar mais alto!

André Carrillo vai jogar no SL Benfica. Acreditando nas notícias que dão como certa mais uma mudança entre os velhos rivais de Lisboa, é claro.

Devo dizer que sempre fui apreciador de jogadores que apresentam as capacidades técnicas e atléticas semelhantes às do Peruano. Vibrei com algumas exibições muito conseguidas de Carrillo nos últimos 4 anos, mas perdi as estribeiras em muitos mais, pela sua displicência e falta de profissionalismo.

Nesta pré-época tive dois sentimentos distintos. Vi Carrillo a evoluir muito no seu futebol, tornando-se menos “brinca na areia” e mais incisivo e contributivo para a equipa mas ao mesmo tempo percebi que a sua não renovação faria antever um cenário deste tipo, principalmente porque o “Modus Operandi” da actual direcção do Sporting não deixa arrastar casos desta natureza.

Carrillo tem 25 anos e iria fazer sem sombra de duvida a sua melhor época se sempre, potenciando ainda mais a equipa que para muitos actualmente joga o melhor futebol em Portugal… Tenho convicção ao afirmar que iria abrir portas de grandes campeonatos e das suas melhores equipas por essa Europa fora…
Fazendo nesse caso com que o clube que lhe abriu as portas do velho continente obtivesse algum retorno financeiro, salvaguardando o jogador dessa forma a sua dignidade, idoneidade e profissionalismo.

Mas assim não aconteceu, André Carrillo, sobre influência fatal do seu empresário, Élio Casareto, preferiu ficar uma época inteira sem competir (numa altura fulcral da sua afirmação enquanto profissional de top), para que ele e Casareto pudessem ter acesso a um prémio de assinatura milionária!

Depois a falta de caracter demonstrada é incrível… Carrillo sabendo da guerra actual entre os grandes de Lisboa, coloca debaixo do tapete toda e qualquer consideração pelo Sporting Clube de Portugal e muda-se para a Luz… É apenas e só triste… Mais, dizer que a vingança se serve fria, é no minimo descabido… Se o SLB, alguma vez pensou esta transferência se equipara à de Jesus, enganam-se completamente.

O Sporting recrutou para liderar a sua equipa técnica o treinador mais titulado das história do clube, que foi empurrado para fora do clube depois de tudo ter dado ao mesmo enquanto o Benfica apenas contratou um jogador talentoso e promissor, que à primeira oportunidade não hesitou colocar os seus interesses à frente dos da sua entidade patronal, demonstrando o tipo de homem e profissional que é…

Desejo as maiores infelicidades profissionais ao jogador!

Um Leão que Volta a Rugir!

Como já disse, e sem desprimor nenhum, sou sportinguista, um verdadeiro e incansável leão que defende o clube até à exaustão, e que o fará sempre contra tudo e todos, assim defenda a minha razão.

Para dizer a verdade o facto de apoiar o clube verde e branco é até para mim um pequeno mistério, pois sou de uma familia de benfiquistas que toda a vida me tentou mudar, e voltar ao que deveria ser por ordem natural “das heranças”, o meu clube.
Tomei a decisão ainda uma criança, e ela vai comigo até o meu último suspiro. Dê por onde der, vou morrer sendo um Sportinguista vincado.

A discussão constante entre os três grandes, de qual dos gigantes será o maior, pode ser argumentada de várias formas… Titúlos, finais europeias, sócios, adeptos, infra-estruturas ou até mesmo número de modalidades e suas vitórias.O Benfica é sem dúvida o que reúne, dentro dos factores atràs referidos, os maiores números, mas esse facto torna o clube , no maior não o tornando por causa efeito no melhor.

O Sporting Clube de Portugal, é porventura em força humana e social, o segundo maior português, não sou em Portugal, mas também pelos PALOP’s. O que não significa que não possa ser o melhor em determinados factores, tais como, formação de homens e atletas profissionais de futebol, maior e melhor ecletismo unido a uma conquista de titulos nas mais diversas modalidades que vão de abrangência Regional até Olimpica.

Um facto mais que sabido e debatido é que desde a Presidência de João Rocha (que dá ao tão sonhado e ambicionado Pavilhão, o seu nome), até há cerca de dois anos e meio, as gestões económicas e desportivas que foram passando por Alvalade foram não mais que irresponsáveis, negligentes, pouco inteligentes, desplicentes e acima de tudo altamente incompetentes.
Afastaram os sportinguistas do clube e da equipa e mataram o orgulho e a mistica sportinguista. Ser Sporting passou a ser considerado, ser-se de um “clubezeco” que de tempos a tempos, ia ganhando umas tacitas… Iam matando a provavél maior força desportiva de um pais de 10 Milhões de pessoas!

Até que apareceu um verdadeiro sportinguista, alguém cujo amor ao clube passou a intimidar adversários que esfregavam as mãos enquanto o leão dourado percorria um caminho sem paralelo em direcção ao abismo!
Bruno Miguel Azevedo Gaspar de Carvalho, nascido a 8 de fevereiro de 1972 em Lourenço Marques, Moçambique. Competência, rigor, prespicácia, inteligência, assertividade, frontalidade, honestidade e acima de tudo transparência foram devolvidas ao Sporting Clube de Portugal. E o clube foi devolvido aos adeptos!

Acabaram-se as negociatas “manhosas”, os projectos desenvolvidos em cima do joelho, acabaram-se as falências técnicas,  e os gastos ao nível de colossos europeus. Passou-se a servir o clube em detrimento de se servir dele!
Com isto voltaram as equipas competitivas e equilibradas bem como as estruturas que as sustentam. Os adeptos voltaram a aproximar-se da equipa e a acreditar em dias melhores, em dias de luta mas também de glória.

O Presidente é perfeito e não comete erros? Claro que comete, claro que falha… Como todos nós, aprende com os seus erros e melhora a cada dia que passa!
Mas que ninguém pense que poderá pisar o Sporting Clube de Portugal como foi feito na última década e meia. A sua defesa será executada até à exaustão, com excessos por vezes, mas sempre intrasigente.

O Sporting Clube de Portugal encontra-se neste momento em primeiro lugar da Liga Portuguesa tendo batido o 2º, 3º e 4º classificados sem margem para dúvidas, praticando o melhor e mais vistoso futebol na primeira metade da época em curso!
O Sporting executou um golpe de génio pela mão do seu Presidente, “roubando” ao eterno rival o treinador mais titulado da sua história, desenterrando então a mortifera rivalidade à muito enterrada!

O Sporting está vivo e por muito que isso custe a muita gente, está numa luta da qual jamais deveria ter ficado fora!
E por últimos, mas não menos importante, o orgulho foi-nos devolvido e restabelecido, e isso meus caros, isso não tem preço!

Vasco Mata

Um Clube, uma Força Brutal!

 

O Adeus Anunciado.

Um defescho que teve tanto de esperado quanto de previsivel.

Julen Lopetegui não sobreviveu à fraca qualidade exibicional que o FC Porto vinha apresentando, aliados a dois (três com o obtido frente ao D. Kiev) resultados altamente comprometedores em casa.

Depois de consumada a saida, surgem várias perguntas à tona.

A culpa foi só de Lopetegui? 

– Dificil saber, mas um facto é que o próprio Paulo Fonseca foi igualmente acusado dos mesmos pecados, o culpado de todos os males que corriam o Dragão, e não teve nem metade das condições de Lopetegui.

Perdeu o Porto a sua mistica?

– Outra pergunta de dificil resposta… Mas quando olhamos para a equipa e observamos que o jogador mais “à Porto” juntamente com André André, é alguém que tem 6 meses de clube e oito anos de Benfica, podemos pensar que o Porto perdeu de facto a sua essência, aquele querer inesgotável, a capacidade de aguentar a pressão principalmente nos momentos mais decisivos… Podemos sempre interrogar-nos se o Porto hiper ganhador se perdeu algures pelo caminho.

Terá ainda a equipa possiblidades de salvar a época?

– Estou em crer que sim. Existe neste momento tanta qualidade enterrada numa desmotivação por demais clarividente nos jogadores do Dragão, que apenas me permite pensar que um novo (competente motivadora e técnicamente) homem ao leme, esta equipa pode chegar bem longe.

Parece-me óbvio a necessidade do novo treinador da equipa, definir primeiramente a tudo um onze base. Deixar de lado as mexidas constantes no centro da defesa e no miolo do terreno. Esta equipa necessita urgentemente de estabilidade, os jogadores precisam de se conhecer em campo, criar rotinas e saberem jogar de olhos fechados. Obviamente que mudanças cirúrgicas num onze base são e serão sempre indispensáveis, lesões e castigos são sempre inevitáveis, mas ser titular num jogo e no seguinte ir para a bancada só serve para acabar com os jogadores psicológicamente.

Devo também dizer que a forma como toda a situação foi gerida pela direcção, pode eventualmente revelar que Pinto da Costa não geriu a situação como costuma ser seu apanágio… Este treinador jamais teria ficado, depois de tudo ter perdido tendo tido acesso a um investimento nunca antes visto em Portugal…

Veremos qual será o próximo passo dos Dragões e que caminho percorrerá o Futebol Clube do Porto.

Lopetegui vergou-se perante a pressão!

 

O Reerguer!

Criei este Blog quando tinha 16 anos, há 8 anos (!!). Tive a ideia e convidei alguns amigos para se juntarem neste projecto comigo. Adoro escrever, e amo futebol e portanto decidi juntar duas paixões num espaço onde pessoas como eu pudessem interessar-se naquilo que eventualmente eu teria para dizer.

Escrevi, sobre variados assuntos durante cerca de dois anos, mas como me estava a transformar num adulto, começando então a dar os primeiros passos no que poderemos considerar a verdadeira luta fui deixando este espaço para segundo, terceiro ou quarto planos.

Nunca me esqueci dele e muitas vezes passei por cá para ver o que tinha escrito há 4, 5, 6, 7 ou actualmente 8 anos. Fui-me apercebendo que o espaço que havia criado já não tinha nada de mim, pois apenas colegas escreveram no mesmo entre 2010 e 2013.

Apaguei todos os Posts, decidi reerguer este espaço, tornando-o só meu. Algo que sempre deveria ter sido. Por vezes senti-me quase como Steve Jobs que a certa altura da sua vida se viu despedido da empresa que havia sido criada na sua própria garagem.

Este espaço é meu, valendo isso o que valha, e é nele que quero debitar as minhas opniões, visões, parvoices ou devaneios sobre uma das maiores paixões da minha vida!

Sou Sportinguista ferranho, mas acima de tudo sou um amante incondicional do Fenomeno Futebol. Sei que o meu amor não me cega e que sei ver o futebol sem palas e sem filtros.

Viva o futebol e a liberdade de expressão!

Vasco Mata